Press "Enter" to skip to content

Siderópolis e Treviso estão categorizados pelo Ministério do Turismo como D e E respectivamente.

O ranking se baseia em 4 variáveis:
1 – Número de ocupações formais no setor de hospedagem (fonte: Relação Anual de Informações Sociais – RAIS/Ministério do Trabalho e Emprego).
2 – Número de estabelecimentos formais no setor de hospedagem (fonte: RAIS/ Ministério do Trabalho e Emprego).
3 – Estimativa do fluxo turístico doméstico (Estudo da Demanda Doméstica (fonte: Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas – FIPE/MTur).-
4 – Estimativa do fluxo turístico internacional (Estudo da Demanda Internacional – fonte: FIPE/MTur).

Segundo o diretor de Turismo do Município, Dirlei Bortoluzzi, em entrevista ao DNSul, “Nossa primeira preocupação foi colocar Siderópolis no mapa nacional. Temos recebido muitos visitantes, atraídos pela Barragem do Rio São Bento, pelos restaurantes que há no entorno, com as belezas naturais, trilhas e alguns empreendimentos novos de turismo rural. Temos também pousadas em torno da Barragem”, destaca do diretor.

Siderópolis ainda tem como forte o Turismo Religioso, com a imagem de Nossa Senhora de Fátima na comunidade de Vila São Jorge. “Isto tudo agregou para que conquistássemos a categoria D”, frisa.

 
 

Share This:

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adaptado por Imprensa Livre